7 formas de economizar dinheiro com alimentação

O dinheiro gasto em alimentação é uma grande parcela do orçamento familiar mensal, por isso, se você está querendo economizar, é primordial pensar e analisar sua relação com a comida e com a cozinha.

O primeiro critério que você deve colocar na balança é a quantidade de vezes que você pede delivery ou come fora e compará-la com a frequência com que faz comida em casa, já que essas comidas prontas custam mais e podem, aos poucos, causar um peso nas suas economias.

"Ah, mas é um valor mais alto que compensa se pensarmos na praticidade", você pode imaginar, mas será mesmo que isso é verdade? Será que você sabe, de fato, quanto custaria aquela comida se ela fosse feita em casa e levada de marmita para o trabalho? Pensando nisso, o CyberCook criou uma ferramenta para seus assinantes premium: o cálculo do custo da receita.

Com essa opção, você consegue acessar três características de preço: o preço por porção, o preço da receita e o preço de todos os ingredientes. No preço por porção, você consegue ver quanto uma porção daquela receita custa, ótima notícia para quem quer fazer e vender delícias. No preço da receita, você saberá quanto aquela receita completa vale, levando em conta as unidades de medida de cada ingrediente. No preço de todos os ingredientes, você saberá, em média, quanto gastará no supermercado com aquele passo a passo, pensando que mesmo que você use 2 xícaras de açúcar, terá que comprar um saco completo do mesmo.

Veja abaixo como aparecem os preços da clássica receita de Bolo de Chocolate:

Para você conseguir entender a importância de saber o real valor das receitas antes de comer fora ou pedir um delivery, vamos fazer um comparativo usando uma receita de fricassê de frango como base. Para comprar uma marmita, você vai gastar, em média, R$ 15,00. De acordo com nossa receita, o custo por porção é de R$ 5,65! Será que não vale a pena você se programar e fazer uma marmita antes para conseguir economizar mais que o dobro?

Dito isso, vamos te dar algumas dicas para você conseguir economizar com alimentação:

1. Congele os alimentos

Sabe aqueles alimentos que você comprou a mais ou que achou que fosse comer logo, mas está deixando ele intacto na geladeira? Congele-os para manter a qualidade e não correr riscos de ter que jogá-los fora. A economia não vem apenas de não gastar, mas de saber usar da melhor maneira os produtos que você já tem.

Congele as comidas já prontas, como sobras do almoço e do jantar, para que você possa levá-las para o trabalho como marmita um outro dia. Essa técnica também é ótima para não gastar em delivery em casa, já que você terá uma comida pronta e mais barata de fácil acesso.

2. Fique atento às datas de validade

Na hora que chegar com compras e for organizar sua despensa, lembre-se de colocar os produtos novos, ou seja, os que têm data de validade mais longa, na parte de trás para que você pegue os que estão mais próximos do vencimento antes. Pode parecer um coisa boba, mas, dessa maneira, você deixa de jogar fora diversos produtos e evita gastos desnecessários e desperdícios.

3. Utilize as sobras

Desenvolva a habilidade de transformar sobras de refeições em pratos novos! O arroz pode virar um bolinho de arroz ou um arroz de forno, a carne pode virar complemento para um molho de macarrão, o frango pode ser desfiado para se transformar em um delicioso fricassê... E por aí vai.

Essa é uma das diversas coisas que você pode fazer para criar uma cozinha sustentável, minimizando o desperdício de alimentos.

4. Saiba os dias que o supermercado é mais barato

Os supermercados costumam ter um dia de "feirão", ou seja, um dia em que os alimentos, como frutas, legumes e verduras, estão mais baratos. Esse é o momento certo para você comprar o que PRECISA -- nada de se empolgar com os preços mais baixos e comprar mais do que o necessário e acabar perdendo os alimentos, hein?

Aproveite também as ofertas semanais dos estabelecimentos e abuse das frutas da estação, já que elas costumam ter o preço mais baixo.

5. Faça uma lista de compras

A gente sabe o resultado de ir ao supermercado e ter que passar por todos os corredores para você ver se você "se lembra de algo que está precisando em casa": compras desnecessárias e gastos que pesam no bolso. Antes de sair para fazer compras, veja o que você está precisando para a semana, escreva os itens e adquira apenas aquilo! É difícil, nós sabemos, mas sua conta bancária agradecerá.

6. Planeje as refeições e leve marmita

Como já mostramos, a comida caseira é bem mais barata do que a comida pronta, além de ser mais saudável. Planeje suas refeições no final de semana e organize-se para conseguir deixar comidinhas congeladas para poder levar de marmita para o trabalho. Na hora do planejamento, veja o que você já tem na sua cozinha e busque no CyberCook receitas deliciosas com aquele(s) ingrediente usando a busca detalhada.

7. Faça e venda

Essa não é bem uma dica de como economizar com alimentação, mas de como ganhar dinheiro vendendo comidas. Aproveite que o CyberCook te dá os preços das receitas e escolha uma que você consiga gastar pouco para fazer e vender a um preço que te dê um bom retorno financeiro. Veja aqui como fazer bolo de pote para vender + receitas deliciosas, receitas de doces para vender, como pão de mel e palha italiana e 23 receitas fáceis de mousses para fazer e vender.

É claro que você pode pedir comida pronta quando bater aquela preguiça de cozinhar ou ir a um restaurante em momentos especiais, mas é importante que isso não faça parte da sua rotina. Saber o real valor dos pratos faz com que você pense duas vezes antes de gastar e acabe cozinhando mais em casa, o que ajuda, entre outras coisas, no controle das suas finanças. Conte com o CyberCook para comer melhor e gastar menos!