<< Voltar para: Especial Comer em Casa

Por que não devemos estocar alimentos: dicas para se prevenir sem entrar em pânico

Publicada em: 17/03/2020 10:50

Na semana passada, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou estado de pandemia devido ao Coronavírus, que já ultrapassa os 200 casos no Brasil. Com o aumento dos casos, está crescendo o hábito de estocar comida, tanto pelo medo de que os supermercados fechem quanto pelo medo de que os produtos sumam das prateleiras.

Mas será mesmo que estocar alimentos é a melhor solução? Organizações de saúde como o Centro de Controle e Prevenção dos EUA (CDC) e a Health Canada asseguram que não é preciso fazer um grande estoque de comida. A recomendação é ter à disposição produtos essenciais, mas evitar comprar no pânico.

O CyberCook separou algumas dicas para você se manter prevenido, mas de maneira consciente e sem atrapalhar outras pessoas.

Deixe comida para o próximo

Em uma pandemia, é importante cultivar a responsabilidade social. Compre os itens necessários para a sua rotina, mas lembre-se de que eles são tão necessários para os outros quanto são para você.

Se todo mundo pensar ao mesmo tempo em comprar tudo do mercado, não vai sobrar nada para ninguém. Algumas pessoas têm mais condições do que outras para manter a despensa cheia, mas cada família tem uma forma diferente de fazer compras. Enquanto alguns compram para o mês todo, outros compram apenas o que vão precisar nos dias seguintes. Se as pessoas interessadas em estocar comida acabarem com um estoque de macarrão, uma pessoa que está interessada em comprar aquele macarrão para consumir no dia pode ficar sem.

Apesar do medo do Coronavírus estar se alastrando tão rápido quanto a doença, o país não vive sinais de racionamento ou de esgotamento dos produtos nas prateleiras. Nenhum supermercado tem um estoque infinito, mas não faltam produtos para reposição. Faça a sua parte e pense no próximo.

Estoque/CyberCook

Tenha alguns produtos à disposição

Em um estado de pandemia, as suas compras não devem ser motivadas por pânico e sim por prevenção: você não tem que comprar em grandes quantidades para se isolar. O ideal é comprar o suficiente para garantir que você não saia de casa durante um período mais forte de contágio ou se você mesmo se sentir doente.

A recomendação do CDC é ter guardado o suficiente para três dias, como três litros de água por habitante da casa. Tenha à disposição comidas fáceis de ser preparadas, como carnes enlatadas, carne moída e legumes em conserva com milho e ervilha. Também são bem-vindos lanches nutritivos como manteiga de amendoim, granola e biscoito de água e sal, além de doces, que costumam ser muito consumidos em situação de estresse.

Não compre o que não precisa

Você provavelmente já faz as suas compras para a semana ou o mês. O recomendável é que você continue comprando como sempre fez, mas coloque uma pequena quantidade extra no carrinho. Não compre um alimento que você não costuma comer ou que você raramente consome: talvez você nunca faça uso dele no dia a dia e o produto vai acabar estragando na geladeira. Pouco a pouco, você cria uma vantagem na despensa sem fazer grandes compras.

Compartilhe

Embora a maior recomendação atual seja para entrar em distanciamento social, é possível fazer o compartilhamento consciente dos recursos. Compartilhe os alimentos que sobraram com os vizinhos e estimule a troca de ingredientes. Isso evita que você precise ir ao supermercado o tempo todo. Mas tome cuidado com a higiene: não compartilhe talheres ou pratos e tenha sempre as mãos limpas.

Estoque/CyberCook

As próximas semanas serão essenciais no combate à proliferação do Coronavírus. Não se esqueça de lavar as mãos, evitar o contato físico com outras pessoas e não tocar nos próprios olhos, nariz e boca. Evite entrar em pânico neste momento, devido à baixa letalidade do vírus. Agora, devemos exercer a empatia, seja evitando aglomerações e atividades sociais ou consumindo de forma consciente os alimentos à sua disposição.

Avalie:

Comente:

Quanto tempo você levou para preparar esta receita?

:

Você achou: