Como fazer o nutritivo Grão de Bico bem gostoso

Publicada em: 28/04/2021 17:44

O Gão de bico é um ingrediente muito versátil e rico em nutrientes que pode ser um bom substituto para o feijão na dieta, trazendo mais variedade de nutrientes, menos calorias e novos pratos a serem descobertos.

Existem vários preparos para esse prato, mas como suas raízes são muito fortes na cultura libanesa, trouxemos uma receita que resgata esse sabor marcante do mediterrâneo.

Boa leitura.

grão de bico bem gostoso

Abundante no Líbano

A presença do grão de bico na cultura libanesa é milenar e data desde a época do Saladino, conquistador famoso que chegou a dominar o Egito durante seu mais famoso reinado no Oriente Médio. 

É um prato bastante consumido até hoje, em preparos frios e quentes, como saladas e cozidos variados.

A receita mais famosa e mais consumida por lá é o homus, que basicamente é o grão de bico com o tahine, molho à base de gengibre com bastante temperos típicos. Existem documentos que indicam o preparo de algo semelhante ao homus com tahine por volta do século XII, em livros de receitas publicadas no Egito. 

Contudo há indícios arqueológicos que apontam para um consumo milenar do grão de bico naquela região, talvez até antes de Cristo, como dizem alguns historiadores.

Por isso é culturalmente enraizado no Líbano e seus galhos se espalharam pelo mundo, chegando aqui no Brasil, onde já se nota um consumo considerável do grão de bico pelo seu sabor diferenciado e pelo valor nutritivo alto. Também temos que considerar que a cultura árabe tem sido bem difundida por aqui, e cada vez mais a nossa gastronomia incorpora temperos e pratos originários do Oriente Médio.

Então vamos te mostrar essa receita de como fazer grão de bico para você ter uma boa opção para revezar com o feijão nas suas refeições diárias.

Vamos aos ingredientes

  • 1 xícara (chá) de grão-de-bico
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1/2 colher (café) de pimenta-do-reino preta
  • 1 unidade de limão espremido
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1 colher (sopa) de salsinha

Como fazer

  1. Deixe o grão de bico de molho por cerca de 8 horas. Eles devem ficar o tempo todo cobertos de água para ficarem bem hidratados, isso os deixa com textura mais macia.
  2. Na hora de cozinhar escorra a água do molho e coloque os grãos na panela de pressão.
  3. Junte 4 xícaras de água e feche a panela.
  4. Quando começar a chiar, deixe o fogo médio e conte 20 minutos. Após esse tempo desligue a panela e deixe a pressão sair.

Terminados esses passos você já tem o grão de bico cozido e pronto para ser usado em diversos preparos como ensopados, bolinhos, hambúrgueres, nuggets, patês e etc. 

Nossa sugestão aqui é servir como salada fria e para isso basta escorrer o grão de bico e misturá-lo com os demais ingredientes como tomate, cebola, salsinha e cebolinha, fica uma delícia e é bom para comer nos dias mais quentes, pois é muito refrescante.

Abaixo separamos quatro receitas para você aproveitar seu grão de bico cozido e variar ainda mais o cardápio:

Viaje para o Líbano sem sair de casa

O Líbano é um país pequeno localizado no oriente médio, no litoral leste do mediterrâneo, é próximo a Europa e faz fronteira com a Síria e com Israel. Tem a religião muçulmana como predominante e uma culinária extremamente rica e variada.

O grão de bico é um ingrediente base na alimentação cotidiana libanesa, mas também há alguns outros pratos tradicionais que valem a pena serem mencionados.

E não só isso, também vamos te mostrar quatro receitas ótimas para te inspirar a fazer esses partos em casa e ter uma experiência de cozinha libanesa com esses preparos, confira:

Homus

Homus

O homus é uma pasta de grão de bico muito cremosa e saborosa, você pode usar a receita que mostramos lá em cima como base, e utilizar o molho tahine à base de gengibre para dar ainda mais sabor ao prato.

Combina bem demais com um pão sírio ou mesmo um kibe de forno sem dúvidas deliciosa essa união.

Falafel

Falafel

Este é um bolinho de grão de bico muito delicioso e prático. 

A consistência do falafel é semelhante a de um croquete, com uma crosta por fora e um interior bem macio. 

Também é uma receita totalmente vegana o que faz dela versátil, ideal para qualquer ocasião.

Uma dica é comer chuchando no homus que você aprendeu fazer acima.

Kafta

Kafta

Agora um prato típico árabe bem versátil, pois a kafta pode ser feita para compor um sanduíche típico, como um beirute, ou também no formato de espetinhos, assim pode fazer parte do seu churrasco.

O diferencial das kaftas está no tempero, então use bastante ervas para dar gosto e especiarias para ressaltar os sabores e liberar aromas irresistíveis pela cozinha.

Esfiha

Esfiha

Por último e não menos importante, temos a tradicionalíssima esfiha, que por aqui é chamada de aberta, mas na verdade é como sempre fora feita no país de origem.

O lado bom dessas esfihas, é que essa massa simples vai bem com os mais variados recheios, inclusive vegetarianos, veganos e até doces, é uma boa receita para aflorar a criatividade.

Se quiser fazer no melhor estilo libanês, o recheio ideal é com carne de cordeiro bem temperada com as especiarias típicas, como cúrcuma e pimenta preta. Homus e coalhada seca também são um ótimo acompanhamento para essas esfihas, experimente.

O Líbano ainda tem muitos outros pratos a serem explorados, esses foram apenas alguns exemplos para plantar a semente e despertar sua vontade de cozinhar pratos diferentes e ir além da cozinha básica, do arroz e feijão, que agora ao menos pode ser arroz e grão de bico para variar.

Aproveite a receita de grão de bico cozido, que já terá uma boa base para vários desses outros preparos, assim você abre seu paladar para receber sabores do mundo todo.

Bom apetite!

Avalie:

Comente:

Quanto tempo você levou para preparar esta receita?

:

Você achou: