Enviar fotos

Atenção: Imagens retiradas da internet possuem direitos autorais e estarão sujeitas a remoção caso seja comprovada a devida autoria. Dúvidas? Consulte nossos termos de uso.

Risoto al Funghi

sem lactose·sem glúten·
Peso: 1491,00 g *
Preparo: 2h4

Quer preço e análise nutricional nessa receita?

Receitas com informação nutricional e preço

Ingredientes

Como Fazer

  1. 1.
    1) Limpe os cogumelos com água e seque bem. Corte em pedaços médios. Coloque um pouco do óleo em uma frigideira e, depois de aquecido, coloque os cogumelos e sal. Deixe dourar por 5 minutos ou até o líquido evaporar.
  2. 2.
    2) Aqueça o caldo de galinha e mantenha-o quente, em fogo baixo. Se você não tem caldo de galinha natural, pode desmanchar dois cubos de caldo de galinha em água fervente.
  3. 3.
    3) Coloque o restante do óleo em uma panela funda e doure a cebola. Misture o alho, cozinhando por alguns segundos. Misture o arroz, deixe-o fritar, mexendo sempre. Quando o arroz estiver ficando dourado, acrescente o vinho. Quando o arroz estiver quase seco, comece a acrescentar o caldo de galinha quente até cobri-lo. Baixe o fogo, tempere com um pouco de sal e prepare-se para ficar perto da panela e mexer vagarosa e quase constantemente a partir de agora.
  4. 4.
    4) Continue acrescentando o caldo de galinha, a medida que o arroz vai absorvendo-o. Depois de cerca de 8 minutos de cozimento, acrescente os cogumelos já cozidos. Deglace a frigideira com um pouco de caldo, acrescente ao risoto.
  5. 5.
    5) O risoto está pronto quando o arroz tiver dobrado de volume e estiver suspenso em um líquido cremoso, colorido pelos cogumelos. Experimente o arroz: deve estar al dente.
  6. 6.
    6) Desligue o fogo e imediatamente misture a manteiga e metade do queijo parmesão com uma colher de madeira. Sirva imediatamente, com mais queijo parmesão e pimenta preta.
  7. 7.
    Dicas finais:
  8. 8.
    Se você nunca fez risoto, provavelmente terá de fazer 2 ou 3 vezes até aprender o ponto correto de cozimento. É assim mesmo!
  9. 9.
    O vinho é sempre o primeiro líquido a ser acrescentado, pois será absorvido pelo arroz, que precisa de acidez para balançar o conteúdo de amido. O caldo de galinha precisa estar sempre quente, NUNCA frio, 3 vezes a quantidade de arroz.
  10. 10.
    O arroz precisa ser frito para criar uma cápsula de tempo - o amido será, então, solto aos poucos no líquido. O caldo acrescentado aos poucos também ajuda nesta liberação gradual do amido: é onde está o segredo da cremosidade deste prato.
  11. 11.
    Receita da chef Lidia Bastianich, restaurante Filidia, Nova Iorque.
claudio melo
por   claudio melo

Risoto al Funghi