CyberCook
Minhas Recompensas Carrefour

Tirashi Sushi

diet
sem lactose
(1) Avaliar receita

Preparo

17 min

Calorias*

271,82kcal

Porções

5

Por porção

R$7,62

Uma receita deliciosa que você só encontraria nos melhores restaurantes japoneses até agora, já que você está pronto para fazer na sua casa! Capriche na escolha dos peixes, já que são os principais, precisam estar no seu melhor estado!

Para completar a sua experiência, confira no fim da receita uma dica de harmonização com cervejas!

Ingredientes

Harmonização

icone panela

Como Fazer

  • 1. Coloque um pouco de arroz no fundo de uma tigela.

  • 2. Salpique o gergelim por cima.

  • 3. Disponha os ingredientes de maneira decorativa à seu gosto.

  • 4. Observações: não é necessário utilizar todos esses ingredientes, esta é apenas uma sugestão para que você possa fazer de várias maneiras diferentes.

  • 5. Os ingredientes orientais são encontrados em mercearias japonesas e em gôndolas de grandes supermercados.

  • 6. Torre o gergelim levemente em uma frigideira larga.

  • 7. As verduras devem ser passadas em água fervente com sal.

  • 8. Os peixes deverão ser cortados finamente no sentido contrário às fibras.

  • 9. A lula e o camarão devem ser cozidos em água com sal por no máximo dois minutos para que não fiquem duros.

icone panela

Dicas para comprar peixes frescos

  • 1. Os olhos devem estar brilhantes, como se o peixe ainda estivesse vivo.

  • 2. Olhos opacos é um sinal de que o peixe não está tão fresco.

  • 3. A carne deve estar firme e ao ser pressionada deve voltar à forma original.

  • 4. As escamas não devem se soltar facilmente.

  • 5. Os peixe deve ter um aroma suave de mar e não um cheiro forte de peixe.

  • 6. As guelras devem estar vermelhas e com aspecto úmido.

icone panela

Harmonização

  • 1. Saiba que suas próximas visitas a restaurantes japoneses devam ser acompanhadas de cerveja. A Baden Baden Cristal, por sua leveza e refrescância, combina muito bem com esse prato. Se for temperado com gergelim branco, melhor ainda, já que o sabor do grão tem semelhança com o malte crystal da cerveja. Beba com moderação!

Dicas

No japão, camadas de carpa e arroz eram colocadas em vasos com tampa e deixados fermentar por um ano.

As pessoas comiam esse peixe nos lugares onde não era possível encontrá-lo fresco.

O peixe era comido e o arroz era jogado fora, o que era um enorme desperdício, para um país que possui condições tão adversas de clima e solo.

Com o passar do tempo, foram desenvolvidos métodos de fermentação mais rápidos que necessitavam apenas alguns dias para se concluir.

Esse processo fazia com que o arroz ficasse com um sabor fortemente adocicado e podia ser ingerido, juntamente com o peixe.

Em shiga, no japão, o processo tradicional de fermentação da carpa e do arroz ainda é utilizado e é chamado de nare-zushi.

Por volta de 1640, os habitantes de tokyo (ou edo, como era chamado) tiveram a idéia de acrescentar vinagre ao arroz, para obter o sabor do arroz fermentado, sem ter que esperar alguns dias, para que ficasse pronto.

Nas primeiras formas de se fazer sushi, o peixe era marinado, grelhado ou cozido em soja e saquê.

Por volta de 1800, um homem chamado yohei hanaia começou a servir pedaços de peixe cru (sashimi) sobre arroz em barracas (yattai) nas ruas de tokyo.

Ele trazia o peixe para a sua barraca em caixas com gelo e os clientes podiam escolher a opção do dia.

Isso foi o marco inicial do estilo de sushi que conhecemos hoje em dia, o nigiri-zushi (sushi moldado à mão).

Na verdade esta barraca era um tipo de carroça com um balcão e uma cortina.

Até o começo deste século, os yattais mais populares eram aqueles que tinham as cortinas mais sujas.

A cortina suja significava que a barraca tinha bastante movimento e portanto era boa.

Os clientes comiam o sushi, mergulhavam seus dedos em seus chás e enxugavam as mãos na cortina.

Desde a década de 50 os sushi bares mudaram para um estilo mais ocidental, com instalações fixas e lugares para sentar.

Hoje em dia essas barracas de rua não servem mais sushi, mas em alguns lugares do japão, você poderá encontrá-las servindo refeições baratas, principalmente na cidade de kyushu.

Osaka desenvolveu um estilo diferente de sushi, que se chama oshi-zushi.

Numa forma de madeira chamada batera são colocados o peixe ou outro ingrediente e o arroz, com a uma espécie de tampa os ingredientes são prensados formando um bloco que depois é cortado e servido.

Devido a geografia e a história existem muitas diferenças regionais na culinária japonesa.

A comida da região de kanto, que inclui tokyo e yokohama difere do estilo da região de kansai onde se situa osaka, kyoto e arredores.

O estilo kansai é visto como a "alta culinária" e tem sabores mais delicados e refinados, já o estilo kanto utiliza ingredientes com sabores mais acentuados.

Geralmente os chefes japoneses optam por um estilo ou outro.

Avalie esta receita

Recomendamos pra você

COMENTÁRIOS