O Salmão Assado mais simples e gostoso que você verá hoje

Publicada em: 27/01/2021 15:43

O salmão com certeza é um dos peixes mais completos da culinária mundial, vai bem assado, grelhado e até cru, num bom sashimi.

Não tem erro, salmão é sempre uma delícia.

Existem modos de preparo, temperos e cortes que fazem uma diferença absurda na hora de preparar o salmão, por isso o CyberCook chegou para mostrar um modo de fazer salmão assado muito simples, porém com um sabor incrível.

É de comer rezando, fique até o fim e entenda mais sobre essa iguaria.

Boa leitura.

Conheça os tipos de salmão

Estamos falando de um peixe comum nos mares europeus de água mais fria que buscam os rios de água doce para realizar a procriação, por isso é sempre motivo de discussão se o salmão é um peixe de água doce ou salgada, já que ele pode ser encontrado em ambas.

A sua carne de cor laranja quase avermelhada vem do pigmento astaxantina, presente nos camarões que são a base da dieta do salmão, por isso se você notar, o tom do peixe é de fato bem semelhante ao do camarão.

Aqui no Brasil, no mercado de peixes você vai encontrar dois tipos principais de salmão, o Alaska e o Chileno, e as diferenças entre eles são inúmeras, ainda que sejam semelhantes em sabor e aparência.

Para entender melhor essa diferença, vamos aos principais aspectos:

O salmão Alaska é chamado também de salmão selvagem, por ser pescado diretamente na natureza, principalmente na região do Alasca, daí vem o seu apelido (obviamente, rs). Sua carne é de um vermelho mais vivo, pois o peixe se alimenta de bastante camarão, é menos gorduroso e possui uma alta concentração de ômega 3.

Já o salmão chileno é criado em cativeiro em grandes fazendas, sendo no Chile uma das maiores do mundo, que devido à proximidade geográfica acaba exportando muito salmão para o Brasil. O tom alaranjado da carne é um pouco mais claro que o do tipo Alaska, pois a alimentação deste é à base de ração com um pigmento sintético que se assemelha à astaxantina. O salmão de cativeiro também possui maior quantidade de gordura e um pouco menos de nutrientes.

No paladar é possível sentir algumas diferenças, principalmente para quem o consome cru, no famoso sashimi. Nesse caso, o salmão Alaska tem uma textura mais macia que desmancha na boca, enquanto o chileno por ter um percentual maior de gordura, requer um pouco mais de mastigação.

O sabor de ambos é bem semelhante, e há quem prefira o salmão chileno por estar mais habituado com a textura, porém na nossa humilde opinião ambos são deliciosos e combinam com a nossa receita de salmão assado.

Conheça os tipos de salmão

Cuidados no manuseio

O salmão é um peixe de carne muito delicada e requer um manuseio apropriado, além de corte correto para não interferir no sabor e na textura.

Para os entusiastas da cozinha japonesa que querem fazer o sashimi de salmão caseiro, além do corte e manuseio adequados, é importante dar atenção a higienização do peixe, pois o consumo dele cru tem que estar livre de bactérias, para não causar problemas de intoxicação.

Por isso, aqui vão algumas dicas simples para você manter seu salmão livre de bactérias e deixá-lo pronto para os seus sashimis: 

  • Compre sempre o mais fresco possível e mais próximo ao preparo. Atenção a alguns detalhes onde é possível perceber o frescor do peixe.
    • Aparência: o peixe tem de estar exposto ainda em refrigeração, ou em freezer ou sobre uma espessa camada de gelo. As escamas têm de estar firmes, sem manchas e nem furos na superfície;
    • Olhos: quando mais fresco os filhos, mais brilhantes os olhos vão estar, sem pontos esbranquiçados e sem muco;
    • Odor: o cheiro é muito importante para se certificar que um peixe é fresco, porém muito cuidado pois alguns tipos de peixes tem odores mais fortes, então opte pelas espécies que você já tenha uma certa familiaridade.
  • Na geladeira, o peixe tende a soltar água e isso favorece a proliferação de bactérias, por isso tente não esperar muito para fazer o preparo;
  • Para eliminar a maioria das bactérias é possível utilizar vinagre de álcool, mas sem exagero pois isso também pode interferir no sabor.
    • O processo de higienização com vinagre é o seguinte: numa tigela adicione vinagre de álcool e bastante gelo, e numa outra coloque apenas água também com gelo;
    • Mergulhe a posta de salmão no vinagre por 10 segundos no máximo e depois mergulhe na água para retirar o excesso, isso elimina mais de 99% das bactérias.
  • Se preferir, pode enrolar as postas em plástico filme, separadas e guardar na geladeira para retirar minutos antes de fatiar para fazer sashimi.

Bônus

Wasabi e lâminas de gengibre também servem para ajudar na eliminação de bactérias, por isso é comum encontrá-los nos acompanhamentos em restaurantes japoneses. 

Vale lembrar que as dicas acima são mais adequadas para quem prefere consumir o salmão cru; para outros preparos como grelhado ou assado, esse processo de higienização não se faz necessário, pois as altas temperaturas do cozimento eliminam grande parte das bactérias.

Mas se não for usar o peixe logo após a compra, é recomendável que faça a assepsia antes de guardá-lo para garantir uma durabilidade e um frescor por mais tempo.

Bom depois de aprendermos um pouco mais sobre a origem, manuseio e armazenamento, vamos a receita de salmão assado, que é de dar água na boca.

Simples, prático e delicioso

Aqui no CyberCook recebemos inúmeras receitas de salmão assado, e graças à nossa equipe especialíssima de cozinheiros e nutricionistas, fizemos uma curadoria minuciosa para encontrar a receita que mais atendesse aos nossos padrões de sabor, saudabilidade e praticidade. 

Simples, prático e delicioso

Nossa ideia é democratizar a cozinha, para que você possa pôr em prática receitas que antes pareciam coisa exclusiva de chefs de cozinha profissionais, mas agora, com alguns temperos e muita atenção ao passo a passo, você poderá ser o seu próprio chef de cozinha.

Assista ao vídeo e veja em 2 minutinhos como preparar o salmão assado simples e delicioso.

Assista nosso vídeo de Salmão Assado

Anote a receita

Se você quiser anotar direitinho como preparar essa receita, veja abaixo as quantidades e o passo a passo por escrito:

Ingredientes

  • 1 kg de salmão (pode ser o Alaska ou o Chileno, o que for mais fácil de encontrar);
  • ¼ maço de salsinha
  • 2 dentes de alho
  • Sal a gosto
  • 30 gr de tomate seco
  • Azeite extra virgem orgânico a gosto

Preparo:

  1. Um dia antes, misture todos os temperos num vidro fechado, pode reutilizar aqueles de palmito ou azeitona, mas é importante que seja grande para caber tudo certinho. Deixe na geladeira por 24h no mínimo para soltar bem os temperos no azeite.
  2. No dia seguinte, cerca de uma hora antes do preparo, com uma faca afiada faça cortes no comprimento da peça de salmão para abrir sulcos que vão receber o tempero. Os sulcos ajudam a mistura a penetrar melhor na carne.
  3. Coloque num refratário, cubra com papel laminado e coloque no forno pré-aquecido por 40 minutos a 180º. Fique de olho no ponto hein.
  4. Retire o papel laminado e deixe mais alguns minutinhos para dar aquela corada linda na parte de cima. Muita atenção para que só dê uma dourada, não vai deixar queimar, por favor.
  5. Sirva, de preferência acompanhado de um arroz branco soltinho.

Pronto, está feito o salmão assado mais simples e delicioso que você já fez, é só seguir o passo a passo e mandar ver. 

Uma dica de ouro: experimente o prato sempre em todas as etapas do preparo, a principal fonte de erros na cozinha é porque as pessoas não experimentam os temperos, vão fazendo tudo a olho e isso é perigoso, pois é muito mais fácil corrigir medidas durante o processo.

No mais, divirta-se.

Aprimoramos o salmão assado para facilitar sua vida

Como sabem, além de um hub desenvolvido para concentrar receitas práticas, saudáveis e saborosas, o CyberCook se tornou uma curadoria gastronômica composta por uma equipe multidisciplinar para agregar ainda mais informação, sabor e praticidade às receitas que recebemos dos nossos leitores.

Com o salmão assado não foi diferente, temos no site mais de 50 receitas que recebemos da nossa audiência nos últimos tempos, por isso a tarefa de sintetizar isso tudo numa única receita simples e direta ao ponto não foi fácil, mas acreditamos ter feito um ótimo trabalho, com um passo a passo bem detalhado, com zero espaço para erros.

Por isso, a receita de salmão assado que trouxemos aqui é ideal para ser feita pelo cozinheiro de ocasião, que tá cansado de comer macarrão instantâneo, e também para o entusiasta da gastronomia que quer fazer um prato rápido, mas diferenciado para oferecer aos amigos. 

O passo a passo é simples, os ingredientes são fáceis de encontrar e o sabor... hmmm... é incrível.

Experimente essa receita e quando estiver craque no preparo, dê um toque especial e mande para gente.

Não quer dizer que porque otimizamos a receita, que ela não possa ser melhorada, então solte sua criatividade e experimente novos temperos que estamos aqui ansiosos aguardando sua contribuição.

Até lá, bon appétit!

Avalie:

Comente:

Quanto tempo você levou para preparar esta receita?

:

Você achou: