Massa de Tomate Artesanal

Avalie!
0.0 0
0 avaliações
Ingredientes
  • 5 quilos de tomate
  • 1 xícara de Salsa picada
  • 1 xícara de cebolinha picada
  • 50 gramas de sal
  • 100 gramas de cebola
  • 10 folhas de louro
  • 2 dentes de alho
Como fazer

Lave todos os ingredientes com uma bucha, utilizada apenas para essa finalidade, e use detergente neutro. Tudo deve ser lavado para tirar os resíduos e agrotóxicos. Os resíduos de terra ou de agrotóxicos comprometem a qualidade e a validade da massa de tomate. Depois de lavados, enxágüe os ingredientes em água corrente.

Com tudo limpo, prepare uma solução de água e cloro. Para cada dez litros de água, use cinco mililitros de cloro a 10%. Isso serve para eliminar qualquer outra impureza nos alimentos, inclusive micróbios. Deixe na solução por dez minutos e transfira para uma vasilha com água pura para retirar o cloro.

Os vasilhames também devem ser higienizados com o cloro. Mas a solução é mais forte: vinte mililitros de cloro a 10% para cada dez litros de água. Caso não se encontre cloro a 10%, a Alcione recomendou o uso de uma colher de água sanitária para cada litro de água limpa, medida que serve tanto para os alimentos como para os vasilhames.

De volta aos ingredientes, escorra-os e comece a cortar. Como os tomates vão desmanchar no cozimento, não é preciso se preocupar com os tamanhos dos pedaços. Mas atenção, é necessário descartar a "bundinha" do tomate para que a massa não fique com pontos pretos. Descasque e corte a cebola, a salsinha, a cebolinha, o alho e vá misturando tudo. As folhas de louro são colocadas inteiras.

Leve ao fogo, sem óleo nem água. A própria água do tomate irá levantar fervura. Coloque o sal e deixe no fogo alto por cerca de 15 minutos com a panela tampada. Mexa de vez em quando, até que o cozimento fique uniforme. No ponto, o fogo deve ser desligado. Deixe esfriar e bata no liquidificador. Coe o suco em uma peneira fina, para eliminar sementes e restos de condimentos. Depois de coado, volte para o fogo. Será mais de uma hora de fervura.

“A receita requer paciência. Às vezes, o pessoal acha um produto artesanal caro, mas é pelo trabalho que dá cada fase do processo” – justificou Alcione.

Enquanto isso, prepare os vasilhames. Os vidros devem ser fervidos por 30 minutos.

“Os vidros fervem de boca para cima. E forre o fundo com pano ou uma grade para ele não fique trepidando e corra o risco de quebrar” – orientou Alcione.

O que for de metal deve ser fervido por dez minutos. Não se esqueça do pegador, da colher e da faca, que serão muito úteis.

Não descuide do molho. “Ele vai se concentrando na medida em que vai fervendo. Nessa hora é bom deixar a panela aberta para a água evaporar e mexer de vez quando para não grudar. Costuma pular muito quando está mais seco. Então é ideal que se tenha cuidado porque fica igual mais ou menos goiabada, espirra. A gente vê que está no ponto pela própria bolha. O jeito de ferver já fica diferente. Abre uma bolha e sopra. Respinga muito. Também dá para perceber pela própria consistência. Depois de frio ficará exatamente na consistência de colheradas. O que indica que já está pronto“ – explicou Alcione.

Depois, coloque nos vidros. “Os vidros deve ser quente, inclusive a massa de tomate, para que não dê choque térmico e não corra o risco de rachar” – lembrou Alcione.

Com os vidros cheios, há mais um passo. “Nessa etapa elimina-se as bolhas de ar que se formam durante o período que vai enchendo os vidros. Não pode ficar nenhuma bolhinha de ar. Se ficar, corre o risco de ter problema também na conservação. Vai azedar” – esclareceu Alcione.

Ainda com um pano umedecido em água quente, a Alcione limpa a borda do vidro por fora e por dentro, para evitar contaminação. Depois, fecha bem. Tudo vai novamente para água quente. São mais dez minutos de fervura.

Cuidado na hora de resfriar. Aos poucos, a Alcione faz a troca da água quente por água fria.

Por fim, é só rotular e colocar o lacre. O ar quente do secador amolece o plástico e deixa o pote bem vedado.

“Se você não tiver um secador de cabelo, pode tirar o vidro bem quente do fogo e primeiro coloque o lacre, antes de colocar o rótulo. Com o calor do próprio conteúdo ele vai aderir” – ensinou Alcione.

Essa massa de tomate dura seis meses. Mas se for consumida até dez dias depois do preparo, ela pode ser guardada em vasilhas plásticas.


Vídeos relacionados:

Você também pode gostar ...

Avalie!
0.0 0
0 avaliações
Vídeos - Como Fazer