Novidades

Menus de casamento

3 avaliações |



Depois de escolher o vestido, o enxoval e a casa, parece que está tudo resolvido para o tão sonhado casamento. Nada disso! Trata-se apenas o início. Para quem deseja realizar uma festa, banquete ou recepção, por mais simples que pareça, acaba enfrentando um mercado cheio de opções e daí surgem infinitas dúvidas.



Por isso, antes de você sair à caça de banqueteiras, chefs de cozinha, gastrônomos, cozinheiros, doceiras, organizadoras de eventos, ou então de um profissional que englobe esses serviços ao mesmo tempo, confira as recomendações de Mônica Dajcz, banqueteira com 10 anos no mercado de festas e muitos casamentos.


Brunch e Finger Food

Seja no meio da manhã ou à tardinha, brunch é o mais indicado, principalmente se for uma cerimônia simples, com uma lista de convidados reduzida e somente a celebração do casamento civil. 

Vale apostar na variedade de quitutes, entre eles: ovos mexidos, panquecas, queijos frescos, quiches e tortinhas. Como está quase na hora do almoço, também é comum incrementar a festa com coquetéis suaves, mini-saladinhas, pratos quentes mais simples: massas e crepes. Já os salgadinhos, wraps e canapés entram mais no cardápio da tarde. Seja qual for o período sempre bolos, tortas, geléias e docinhos. Não é necessário incluir vinhos ou cerveja, apenas o champanhe para acompanhar o bolo.

No fim da tarde ou início da noite, Mônica indica banquetes informais ou à americana, com um coquetel montado. A forma de montar os alimentos é baseada no conceito finger food, que significa “alimento para ser comido com as mãos”. Faca e garfo são pouco usados, o que auxilia na hora de comer são guardanapos, palinetes, colheres grandes, copinhos, cumbuquinhas, tacinhas e até outros alimentos com a função de base. São servidas entradas frias, como, salada, couscous e canapés ficam dispostos em uma mesa super decorada. Já os pratos quentes: bruschettas, risotos, quiches e batatas recheadas podem entrar no “sistema de desfile”, ou seja, em uma proposta de coquetel volante

Outras alternativas para festas informais são os jantares temáticos, principalmente de comida japonesa, repleta de bolinhos - hossomakis e uramakis, enroladinhos à base de alga, arroz, legumes ou peixes. O que também combina são nachos, tacos e tortillas da culinária mexicana.

Na maioria das vezes, as pessoas ficam em pé. Algumas mesas e cadeiras de apoio estão espalhadas no salão para alguns convidados, o que garante um bom espaço para todos circularem a vontade. “Mas se a maioria dos convidados forem pessoas de idade e mais tradicionais, essa proposta deve mudar”, alerta a banqueteira.

Isso não chega a ser uma regra. A própria Mônica usou o coquetel volante em um casamento tradicional italiano. “Foi uma espécie de menu-degustação, com nhoque de semolina com creme funghi, ragú de filé mignon, massas com mussarela de búfala e tomate seco”.

Buffet de Pratos Quentes

Caso as pessoas gostem de sentar-se à mesa, o serviço meio-formais ou à franco-americana, com um buffet de pratos quentes deve entrar em cena. A entrada, na maioria das vezes uma salada, é servida montada em pratinhos. Em grandes mesas espalhadas pelo salão permanecem guarnições, entre elas, risotos, legumes grelhados ou batatas, e ainda uma carne vermelha com branca ou peixe.

Por fim, há ainda jantares formais ou à francesa, com o menu clássico: um coquetel para recepção e drinques com champanhe, uma entrada fria servida com um vinho leve; uma carne e um acompanhamento com vinho seco para o prato principal; sobremesas e a famosa mesinha para o fim da festa, com cafezinho, chá, petit fours e algumas opções de licores. Entretanto, Mônica ressalta que muitos casais já deixam esse serviço de lado. “Se encaixa melhor em um jantar de negócios, onde todos devem ficar à mesa. Não é o caso de um casamento. Quero que todos os convidados saboreiem comidinhas gostosas e se divirtam na pista de dança”. 

Docinhos

A mesa de docinhos merece uma atenção à parte. Considerada o “ponto turístico” da festa, ela está cada vez mais sofisticada e repleta de detalhes na decoração: espelhos, vidros, cerâmica, cristal e flores. Com formatos diversos, os docinhos estão menores e são embrulhados em caixinhas decoradas ou forminhas super coloridas. “Dos glaçados só o famoso camafeu ainda permanece. Usamos bastante marzipã, para fazer flores e chocolate”, afirma Silvia Chuari, sócia-proprietária da Mariza Doces, empresa no mercado de festas há 40 anos.

Junto com suas irmãs e primas, Silvia elabora doces e bolos para o casamento de muitas celebridades, entre elas, a apresentadora Ana Maria Braga. “Ela pediu uma mesa bem clássica, com pátina, flores delicadas e peças de cristal. No menu, trouxinha de coco, camafeu, bombom, wafer, amêndoa e abricot, pistache e cuore (coração de doce de leite)”.

Bolo e Bem-casado

Em um casamento, o bolo enfeitado com noivinhos é como o vestido da noiva e o buquê, nunca pode faltar. Faz parte do ritual brindar com champanhe e cortar um pedaço, mesmo que o bolo seja apenas cenográfico. Muita gente ainda nem chega a servi-lo e opta por oferecer mini-bolinhos como lembrancinha. Mas ainda o famoso bem-casado ainda é a coqueluche das festas.

Com o passar dos anos, o docinho ganhou embrulhos de diversos papéis, formas e cores. “Temos algumas embalagens criativas, mas as noivas sempre dão idéias”, acrescenta. Aliás, idéias, planos e desejos é o que não faltam na lista do tão sonhado dia das futuras esposas: desde bolos de até 10 andares até detalhes nos docinhos com as iniciais do casal. Sua equipe até preparou um bolo enfeitado com rosas vermelhas, exatamente oito, o dia em que os noivos se reconciliaram e decidiram casar novamente após uma longa separação.

Essa é apenas uma das tantas histórias da doceira ao longo dos 25 anos de profissão. Ela já  acompanhou o casamento, o nascimento e batizado dos filhos e até o segundo matrimônio de uma mesma pessoa. “Não tem como se envolver. É muito bom ajudar homens e mulheres a realizarem os seus sonhos e serem felizes”, completa.

Matéria assinada por:
Juliana Lopes

Comente e compartilhe com os amigos do Cook Club!

Dê sua avaliação

Este comentário foi relevante? 0

Onde encontrar mini louças?
Rafael, concordo com você, finger food é sempre um show a parte.. mas estou com o mesmo problema que você, não acho as mini louças, e no seu comentário, acho que você acabou esquecendo de colocar o endereço... alguém sabe onde encontrar? Rafael, me ajuda!!! rsrsrs :)

Fernanda - em 03/04/2014

Este comentário foi relevante? 0

FINGER
Realmente essa ideia é o máximo, ótima dica!! Gosto muito de reunir os amigos em casa e fazer um bom jantar, e sempre o que faz mais sucesso é o estilo finger, todos adoram. O difícil é encontrar as mini louças, no Brasil, mas achei um site bem bacana, que vale a pena conferir.. #ficaadica

Rafael Lee - em 02/04/2014

Este comentário foi relevante? 0

Menis de Casamento
Ótima matéria!

Sobre os Bem casados, hoje mais do que nunca estão em alta, sendo que a embalegem, vai da criatividade de cada um, tecidos, caixinhas, etc... Inclusive o recheio que antes era usado apenas o doce de leite, podemos optar hoje por uma grande variedade

Cremes com nozes, damascos, trufas, etc..

docesbolos - em 04/10/2011

Vídeos - Como Fazer