Especiais de Culinária - Cyber Cook

Hora do intervalo! Como fazer uma merenda saudável e criativa.

Durante as aulas, os pequenos usam muita energia para crescer, brincar e aprender. Todo esse combustível é obtido a partir de alimentos nutritivos que auxiliam no desenvolvimento saudável.

Geralmente após os seis anos de idade, quando as crianças saem da pré-escola e iniciam o ensino fundamental, elas resistem em levar o lanchinho de casa. Optam por salgadinhos, sanduíches e guloseimas comercializados na própria escola.

Uma dica para estimular os filhos a consumir sanduíches saudáveis e frutas da lancheira é explicar a necessidade de se alimentar bem. Reservar somente um dia da semana para os lanches da cantina pode ser uma boa alternativa.

“É importante colocar alimentos nutritivos na lancheira: um alimento do grupo do leite (achocolatado ou leite sem chocolate, iogurte, queijo e requeijão) e um alimento do grupo dos cereais (pão, pão de queijo, bolo e bolacha integral)”, explica a nutricionista Milena Cardoso Lima. Veja aqui cinco cardápios.

Conforme a nutricionista, é necessário um alimento do grupo das frutas para sobremesa. Melhor mesmo é que nunca sejam picadas, pois estimulam a mastigação. 

Presunto, mortadela e salsicha precisam ser usados com menor freqüência. Como possuem uma boa porcentagem de gordura, uma boa opção é o tipo “light”. O consumo de bolachas recheadas, salgadinhos de pacote, sorvetes de massa, doces e molhos gordurosos - ricos em gorduras e açúcar - também não pode estar no cardápio do dia-a-dia. “São pouco nutritivos e ainda prejudicam a saúde”, ressalta Milena.

Dicas criativas

Para tornar o lanche mais criativo vale usar a imaginação:

• Coloque na lancheira pãezinhos de diferentes tamanhos com recheios diversos, entres eles, peito de peru, queijo branco, alface e tomate, pasta de ricota com ervas e cenoura ralada, requeijão e presunto magro, patê de peito de peru, queijo cottage e tomate cereja;
• Misture frutas com aveia ou granola, mel e iogurte;
• Dê preferência para o bolo integral (onde é usado farinha integral ou outro cereal integral). A sobremesa pode ser preparada com frutas ou legumes;
• Opte por bolachas integrais. Ricas em fibras, elas auxiliam no funcionamento intestinal, além de evitar a absorção excessiva da glicose e do colesterol.

Quantidades

Não faça da lancheira um contêiner para suprir as deficiências das refeições principais. Como as crianças têm um estômago menor que o dos adultos, precisam comer mais vezes ao longo do dia. Para se ter uma base do que colocar na lancheira é importante observar o comportamento dos pequenos durante as refeições de casa. 

Os educadores devem estimular o consumo de água no lanche e durante o horário da escola. A criançada costuma ser extremamente ativa e por isso perde líquidos com facilidade.

Mesmo com tantos cuidados é comum as crianças compartilharem lanchinhos e comer as guloseimas de outros amigos. Portanto sempre é bom discutir o assunto com os professores ou ainda estipular dias permitidos para o consumo de doces, salgadinhos ou bolachas recheadas.

Conservação dos Alimentos

Algumas escolas possuem geladeiras. Mas se não for o caso, melhor é pensar em lanches que possam ficar em temperatura ambiente por um bom tempo. Os mais indicados são frutas, sanduíches recheados com queijo tipo “polenguinho”, biscoitos ou geléias, e produtos em embalagem tipo longa vida, que não exigem a temperatura de geladeira. É correto prepará-los antes da criança sair de casa. Estão restritos os requeijões, frios, bolos recheados, sucos caseiros, ovos, carnes, aves e pescados.

Comente e compartilhe com os amigos do Cook Club!

Dê sua avaliação